GUIA DE CAMPO DOS CAMPOS DE PIRATININGA OU O QUE SOBROU DO CERRADO PAULISTANO OU COMO FAZER SEU PRÓPRIO CERRADO INFINITO          

autor Daniel Caballero

atuação GROU. Agenciamento, acompanhamento gráfico e comercial e produção executiva.

Como extensão do projeto Cerrado Infinito, o livro do artista Daniel Caballero foi premiado pelo PROAC da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. O lançamento realizado no espaço Tijuana, contou com a presença do artista e pesquisador Bruno Mendonça e o pesquisador científico Guilherme Ranieri.

O livro saiu pela editora La Luz Del Fuego e apresenta desenhos botânicos extremamente detalhados de cada espécie e histórias relatando suas expedições em busca das plantas e a experiência de tentar construir um cerrado no meio da cidade de São Paulo.

Informações de plantio e cuidados com cada espécie contidas no livro são ampliadas cotidianamente na comunidade do Facebook e no site. (www.cerradoinfinito.com.br).

O livro introduz o leitor a problemática do cerrado no contexto histórico, e a atual devastação em curso e suas consequências práticas. Explica como a crise hídrica nacional que já começa a ser sentida, vai se agravar com o colapso do sistema de aquíferos, rios e lençóis freáticos, devido ao desaparecimento da flora do cerrado, responsável pelo seu abastecimento captando a água da chuva.

Também traça paralelos com as iniciativas de cidadãos e ambientalistas na cidade, além de ensinar como fazer um Cerrado Infinito, que seria um primeiro passo para voltar a ver algum dia, um pouco da paisagem natural histórica da cidade, os Campos de Piratininga.

 

 “Com essa publicação dou condições a quem quiser, fazer um Cerrado Infinito ou mesmo plantar e cuidar de algumas dessas plantas. O assunto que pretendo despertar tem diversas camadas, que vão da pura diversão e contato com a natureza, até a política. Ao resgatar a história da paisagem natural dos cerrados de São Paulo, alerto que no futuro podemos esquecer também dos cerrados do Centro Oeste, que vai levar a crise hídrica a um plano nacional muito mais grave.” - Daniel Caballero

O livro “Guia de campo dos Campos de Piratininga ou O que sobrou do cerrado paulistano ou Como fazer seu próprio Cerrado Infinito” é um livro de artista numerado, com tiragem de 1000 exemplares assinados pelo autor, que constitui parte do corpo de trabalho do projeto Cerrado Infinito.

Capa livro retangular.jpg

In the book Guia de campo dos Campos de Piratininga(Field guide to Piratininga Fields)—where Piratininga Fields used to be the “landscape prior to colonization, having been extinguished after São Paulo urban development” (2016, p. 13)—visual artist Daniel Caballero describes a collective experience of recomposing a Cerrado landscape in a public square in São Paulo, by “looking for wild landscapes in the ditch and collecting memories of a discarded and residual nature, of no value” (p.31), in order to compose a “collage of varied territories represented by plants and the harvested soil itself … as a practice of subversive relational art, mobilizing people with the intention of creating a decolonizing territory within the city” (p.61).

Orchards from the the Forest: A Local Solution to Extincton - Alessandra Pavesi, SP - 28.01.2019