PAISAGEM ORIGINÁRIA

artista Daniel Caballero  

atuação GROU. Agenciamento e produção. 

O projeto aprovado pela Ocupação Artística do SESI Ribeirão Preto, apresenta uma pintura de 29 m x 4

Apresentou duas oficinas e uma palestra e fica exposto por tempo indeterminado.

"O que seria uma paisagem originária?
Uma paisagem anterior á fundação da cidade? A paisagem, como um ambiente, compreendido e ativado culturalmente no cotidiano das populações que o habitam? Faz tempo que modificamos irreversivelmente a paisagem natural para nosso ecossistema artificial de concreto e asfalto.

 

A conexão com o nativo, o originário, o que se desenvolveu aqui, vai se perdendo, à medida que todos os lugares se desenvolvem se conectam e se tornam uma mesma paisagem de generalidades. No mundo urbano contemporâneo de identidades culturais plásticas em continuo movimento, existe lugar para raízes e cultura local? 

Os cidadãos atuais ainda teriam alguma conexão com uma paisagem que hoje se encontra praticamente extinta? Ribeirão Preto uma cidade que se desenvolveu no cerrado de São Paulo, outrora ocupando uma área de 14% do estado e agora praticamente erradicado em todo lugar com menos de 0,8%. 


O desenho na parede com tinta preta e contornos expressivos pode ser uma representação da paisagem nativa, como uma decoração. Mas pode ser também uma sombra, um fantasma dessa paisagem, ou uma miragem de relações e culturas que ainda não desapareceram completamente."

Daniel Caballero. Novembro,2018

Ficha técnica:

GROU  (Produção)

SESI - RIBEIRÃO PRETO

R. Dom Luís do Amaral Mousinho, 3465 - Castelo Branco - Ribeirão Preto/SP - CEP 14090-280
Telefone: (16) 3603-7300 | E-mail: suribeirao@sesisp.org.br